Profa Dra Miriam Pillar Grossi
  • Lançamento de novo livro da Rede NIGS

    Publicado em 16/07/2020 às 13:17

    Miriam Pillar Grossi (UFSC) e Catarina Alessandra Rea (UNILAB) assinam a organização de novo livro da Rede NIGS intitulado: Teoria Feminista e Produção de Conhecimento SituadoO livro é fruto de pesquisas realizadas nas últimas décadas por pesquisadoras/es em níveis de graduação a pós-doutorado, dentro da linha de pesquisa Gênero e Ciência, do NIGS. O livro é também resultado de parceria entre a UFSC e a UNILAB.

    O lançamento ocorreu virtualmente no dia 15 de julho de 2020, e contou com a presença das autoras e autores e também a participação das debatedoras convidadas: Alinne Bonetti (UFSC), Andressa Ribeiro (UNILAB), Clarisse Paradis (UNILAB) e Violeta Holanda (UNILAB).

    O livro pode ser acessado aqui

    Acesse aqui o vídeo do lançamento

     


  • Live: ANPOCS e as Ciências Sociais no Momento, com participação de Miriam Grossi

    Publicado em 29/06/2020 às 22:33

    Nesta terça-feira (30/06/2020) às 19h acontece a live “ANPOCS e as Ciências Sociais no Momento”, com a participação de Miriam Grossi (atual presidenta da ANPOCS) e mediação de Rosa Maria de Aquino. O evento é uma ação promovida pela Curso de Ciências Sociais da UFRPE e será transmitido pelo canal do youtube: Ciências Sociais na UFRPE

    Acesse aqui a gravação da live

     

     


  • Violências de gênero na pandemia é tema de videoconferência com Miriam Grossi

    Publicado em 24/06/2020 às 23:28

    À convite do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), a antropóloga e professora da UFSC, Miriam Pillar Grossi, proferiu a palestra “Relações de gênero e violências no contexto da pandemia”, através de videoconferência aberta ao público em geral interessado na temática. O evento aconteceu no último dia 24/06/2020, e contou com a presença de estudantes, professoras/es e pesquisadoras/es de várias regiões do Brasil.


  • Participação de Miriam Grossi no webinar Cientistas Sociais e o Coronavírus

    Publicado em 18/06/2020 às 17:29

    Aconteceu no último dia 09/06/2020 o Webinar Cientistas Sociais e o Coronavírus, dentro da programação da Marcha Virtual pela Vida, promovida pela SBPC. O evento contou com a participação da Profa. Dra. Miriam Pillar Grossi, enquanto atual presidenta da ANPOCS.

    Está disponível no canal da TV ABA o Webinar: Cientistas Sociais e o Coronavírus.

     

     

     


  • Boletim Cientistas Sociais e o Coronavírus

    Publicado em 08/06/2020 às 13:33

     

     

    Miriam Grossi, é uma das organizadoras e editora do Boletim Cientistas Sociais e o Coronavírus

     

    Os boletins Cientistas Sociais e o Coronavírus são uma série de textos publicados ao longo de semanas. Trata-se de uma ação conjunta que reúne a Associação Nacional de Pós-Graduação em Ciências Sociais (ANPOCS), a Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS), a Associação Brasileira de Antropologia (ABA), a Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) e a Associação dos Cientistas Sociais da Religião do Mercosul (ACSRM). Nos canais oficiais dessas associações circulam textos curtos, que apresentam trabalhos que refletiram sobre epidemias. Esse é um esforço para continuar dando visibilidade ao que produzimos e também de afirmar a relevância dessas ciências para o enfrentamento da crise que estamos atravessando.

    A publicação deste boletim também conta com o apoio da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC/SC), da Associação Nacional de Pós-Graduação em Geografia (ANPEGE), da Associação Nacional de Pós-Graduação em História (ANPUH), da Associação Nacional de Pós graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (Anpoll) e da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional (Anpur).

     

    Acesse aqui todos os Boletins já publicados

    Equipe

    Editores:

    Miriam Grossi (ANPOCS – UFSC)
    Rodrigo Toniol (ACSRM – Unicamp)

    Assistentes editoriais:

    Bianca Setti (Unicamp)
    Luciana Alvarez (Unicamp)
    Lucía Copelotti (Unicamp)
    Marie Leal Lozano (UFSC)

    Apoio ANPOCS e ABA:

    Bruno Ranieri
    Roberto Pinheiro

    Comitê editorial:

    Amurabi Oliveira (UFSC)
    Carlos Benedito Martins (UnB)
    Carlos Alberto Steil (Unifesp)
    Felipe Fernandes (UFBA)
    Flavia Biroli (ABCP – UnB)
    Luciana Balestrin (UFPEL)
    Marcelo Campos (UFGD)
    Maria Filomena Gregori (ABA – Unicamp)
    Miriam Pillar Grossi (ANPOCS – UFSC)
    Rodrigo Toniol (ACSRM – Unicamp)
    Camila Risso Sales (UFLA)
    Jane Beltrão (UFPA)
    Luiz Mello (UFG)
    Patricia Rosalba Costa (UFS)

     

    Realização


  • Diálogos pelo Brasil – Participação de Miriam Grossi em evento em Porto Alegre

    Publicado em 21/10/2019 às 8:40

    Na última sexta-feira, dia 18 de outubro, a professora Miriam Grossi participou do evento Diálogos pelo Brasil, que ocorreu em Porto Alegre/RS.  O evento faz parte de uma série de encontros conduzidos pela Academia Brasileira de Ciências que visam discutir os diferentes aspectos econômicos, sociais e políticos dos desafios que o Brasil enfrenta. O próximo encontro está marcado para ocorrer em Salvador/BA no dia 23 de outubro.

    Para saber mais sobre os próximos encontros veja a agenda da ABC.


  • Projeto “Violência, Gêneros e Diversidade” recebe selo INCT – CNPq

    Publicado em 24/10/2017 às 22:56

    O Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq confere selo INCT- Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia ao projeto “Violência, Gêneros e Diversidade”, coordenado pela Profª Drª Miriam Pillar Grossi, apresentado no âmbito da Chamada INCT – MCTI/CNPq/CAPES/FAPs nº 16/2014.

    Você pode conferir no link abaixo:

    SELO INCT_4656972014-3_Miriam Pillar Grossi


  • Programa ‘Cátedra doutora Ruth Cardoso’ da Universidade de Columbia seleciona professora da UFSC

    Publicado em 10/10/2016 às 12:23

    A antropóloga Miriam Pillar Grossi, professora e pesquisadora do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi selecionada para o programa “Cátedra Fulbright doutora Ruth Cardoso”, na Universidade de Columbia, em Nova York (EUA), onde ela ministrará, de janeiro a maio de 2017, um curso sobre movimentos sociais e teoria feminista no Brasil. Além disso, aprofundará suas pesquisas sobre a história de mulheres antropólogas em diferentes países do mundo, dedicando-se a trabalhar nos arquivos da universidade  sobre as pioneiras da disciplina nos Estados Unidos.

    A  tradicional e conceituada Universidade de Columbia, a quinta mais antiga dos Estados Unidos da América (EUA), foi classificada como a 10ª melhor universidade do mundo no Times Higher Education 2015. Mais de 40 vencedores do prêmio Nobel e três presidentes dos EUA  um deles é Barack Obama  destacam-se como ex-alunos notáveis da instituição.

    “Para mim é uma grande vitória, não só minha, mas também do Instituto de Estudos de Gênero da UFSC, pois é o reconhecimento de nossa contribuição teórica para o campo dos estudos de gênero no mundo”, afirma a professora. Ela também comenta que ficou surpresa com a repercussão que a notícia de sua seleção teve nas redes sociais.

    “Senti que o fato de ganhar um concurso concorrido como este, no campo das Ciências Humanas, foi vivido por muitas das jovens  que foram e são minhas alunas  como um exemplo do que elas poderão alcançar em suas carreiras. Por isso, estou ainda mais feliz com o resultado, pois sei o quanto as jovens mulheres cientistas, numericamente já maioria no Brasil, carecem de exemplos de mulheres em lugares de prestígio”, avalia.

    A professora Miriam  na UFSC desde 1989 e que já lecionou na Universidade de Brasília (1995), Universidad de Chile (2003), EHESS (França, 2008) e ISCTE (Portugal, 2009)  afirma que esse tipo de intercâmbio com universidades do exterior é muito importante: “Essas experiências internacionais em sala de aula são um aprendizado muito rico para professores e estudantes. É muito bom conhecer e viver a vida acadêmica em outras universidades e aprender com as semelhanças e diferenças institucionais que vivenciamos. Trazemos sempre esses aprendizados para nosso trabalho na UFSC”, acrescenta.

    Coordenadora do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS/UFSC), do curso de especialização Gênero e Diversidade na Escola da UFSC, e co-coordenadora do Instituto de Estudos de Gênero (IEG) da Universidade, a professora Miriam também coordena projetos com várias equipes de pesquisa  financiados pelo CNPq, Capes, Fapesc e Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República  e de extensão, como o “Papo Sério”  projeto em escolas públicas da Grande Florianópolis, financiado pelo Programa de Extensão Universitária (Proext) do Ministério da Educação (MEC).

    A pesquisadora ministra neste semestre a disciplina Relações de Gênero, no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, e Família e Parentesco em Sociedades Complexas, no curso de graduação em Antropologia.

    Cátedra doutora Ruth Cardoso

    O principal objetivo do programa “Cátedra doutora Ruth Cardoso”  uma parceria da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), a Universidade de Columbia (UC) e a Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil (Fulbright)  é apoiar professores e pesquisadores brasileiros, com comprovada experiência nas Ciências Humanas e Sociais, com ênfase em História do Brasil contemporânea, Antropologia, Ciência Política e Sociologia, e em atividades de docência e pesquisa no Instituto de Estudos Latino-Americanos (ILAS) da Universidade de Columbia. A Cátedra é uma homenagem a Ruth Corrêa Leite Cardoso (1930-2008), antropóloga e docente da Universidade de São Paulo (USP), que foi bolsista da Comissão Fulbright na Universidade de Columbia, em 1988.

    Leia mais: 

    Programa seleciona antropóloga da UFSC para atuar nos EUA

    Gabriela Dequech/estagiária NIGS/UFSC

    Edição: Alita Diana/Jornalista da Agecom/DGC/UFSC

    Revisão: Claudio Borrelli/Revisor de Textos/Agecom/DGC/UFSC


  • Reconhecimento Internacional

    Publicado em 26/05/2015 às 10:33

    Programa ‘Cátedra doutora Ruth Cardoso’ da Universidade de Columbia seleciona professora da UFSC

    A antropóloga Miriam Pillar Grossi, professora e pesquisadora do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi selecionada para o programa “Cátedra Fulbright doutora Ruth Cardoso”, na Universidade de Columbia, em Nova York (EUA), onde ela ministrará, de janeiro a maio de 2017, um curso sobre movimentos sociais e teoria feminista no Brasil. Além disso, aprofundará suas pesquisas sobre a história de mulheres antropólogas em diferentes países do mundo, dedicando-se a trabalhar nos arquivos da universidade  sobre as pioneiras da disciplina nos Estados Unidos.

    A  tradicional e conceituada Universidade de Columbia, a quinta mais antiga dos Estados Unidos da América (EUA), foi classificada como a 10ª melhor universidade do mundo no Times Higher Education 2015. Mais de 40 vencedores do prêmio Nobel e três presidentes dos EUA  um deles é Barack Obama  destacam-se como ex-alunos notáveis da instituição.
    Continue a leitura » »


  • Publicado em 11/09/2013 às 2:37